As embalagens da queridinha estão de cara nova. Conheça!

Veja as causas de alergias na depilação e como preveni-las

Por Mariana Pajuelo

A depilação já se tornou sinônimo de beleza para o universo feminino. Mas não é apenas por estética que as mulheres decidem para depilação. Trata-se também de questão higiênica. Infelizmente, o que acaba ocorrendo em alguns casos é o surgimento de alergias na pele. Por isso, é muito importante verificar se a técnica de depilação aplicada em você é a mais adequada.

A alergia mais comum que pode ocorrer é a foliculite, uma inflamação dos pelos que ocorre porque eles não conseguem crescer internamente e, assim, não têm forças para romper a pele. A foliculite pode dar origem àquelas bolinhas ou pontinhos vermelhos na pele que coçam muito. Caso elas apareçam, não é necessário parar de vez com os procedimentos depilatórios, mas é indicado ter alguns cuidados, como limpar a pele antes da depilação e usar um esfoliante para desobstruir os poros. Na hora da depilação, é fundamental puxar a cera sempre para o lado contrário ao do crescimento.

Outro fator que causa a foliculite, tanto na depilação com lâmina quanto com cera, é provocado pela dilatação dos poros, durante a depilação. Assim, a pele transpira, libera suor e óleos que se misturam à poluição, provocando a inflamação. A técnica com lâmina também pode infeccionar devido ao seu uso repetitivo em uma mesma área.

Alergia à depilação é mais comum em pessoas que usam cremes depilatórios. Por isso, é sempre indicado que se faça um teste com o produto em uma parte pequena do corpo. A técnica pode ainda aumentar alergias já existentes na pele, como acne, descamação e outras. Além disso, os cremes para depilar não são recomendados para quem passou por tratamento estético ou dermatológico recentemente.

Para quem usa o método da gilete ou lâmina deve ter o cuidado de nunca utilizar a lâmina a seco, deve passar pela zona que vai depilar creme de barbear, creme especifico para depilação ou passar sabonete líquido. Neste método os movimentos da gilete devem acompanhar o sentido de crescimento do pêlo. Antes de começar a depilação certifique-se que a lâmina está em perfeitas condições, é importante mudar com frequência.

Dicas para prevenção: Uns dias antes de fazer a depilação deve fazer uma esfoliante suave, para desencravar os pelos e limpar a pele. No dia que se for depilar, tome um banho morno, a pele deve estar totalmente limpa, não deve aplicar cremes ou óleos corporais.

Independentemente do tipo de método de depilação utilizado, deve ficar, pelo menos, 2 dias sem apanhar sol para que a pele tenha tempo para voltar a hidratar, e não se esqueça deve sempre utilizar um protetor solar. Após a depilação deve tomar um banho morno para remover todos os resíduos, após o banho deve aplicar uma loção pós-depilatória, que acalma e regenera a pele.

*Com informações dos sites Depilação Brasil e A Depilação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *