Cuidado com receitas caseiras para clareamento

Saiba quais receitas caseiras não funcionam e o que fazer para evitar o escurecimento da área depilada.

Limão com açúcar, aveia com fubá e até pasta de argila são usadas para eliminar de vez as manchas escuras na axilas e virilha. O que pouca gente sabe é que estas soluções que parecem simples e milagrosas podem se tornar um pesadelo, deixando as tão incômodas manchas ainda maiores e mais escuras.

  • Maisena: o amido realmente acalma a irritação aliviando o problema, mas não é capaz de clarear a pele, por isso, não funciona.
  • Limão com açúcar: essa é a pior solução. Se exposto ao sol, você poderá sofrer queimaduras graves.
  • Fubá com aveia: pela espessura granulada da mistura, pode ferir ainda mais a pele, provocando o escurecimento mais intenso.
  • Água oxigenada: é um produto químico que pode agredir a pele de forma intensa, provocando lesões, queimaduras e até intoxicação.
  • Talco: ele ajuda a diminuir o atrito no local, porém, sua composição química pode irritar a pele causando o efeito contrário. Faça o teste antes de usar.

Os locais da pele em que a tonalidade fica mais escurecida têm uma maior produção de melanina. Por isso, peles mais morenas têm mais probabilidade de escurecer ainda mais nas zonas depiladas. O procedimento provoca uma agressão, que aumenta a produção de melanina e faz acelerar a pigmentação da pele.

As axilas, virilha e as coxas são áreas que se localizam na parte interna dos membros, fazendo com que elas sofram maior atrito do que as demais, o que provoca irritação e hiperpigmentação da pele.

Para as depiladoras, é essencial ficar atenta à temperatura da cera, que não pode estar muito alta. Tanto para não queimar e manchar a pele, como para não estimular muito a produção de melanina, que escurece mais a região. Após a depilação proteja a sua pele contra a exposição do sol, use FPS, e evite se queimar. Por exemplo, fuja também das altas temperaturas de saunas ou vapor do forno da cozinha que podem ajudar a estimular a pigmentação local.

Desodorantes com álcool devem ser evitados, que podem causar lesões e qualquer tipo de queimadura na região que fica sempre sensibilizada pela depilação. Segundo especialistas, o método é um dos mais recomendados para evitar as manchas escuras nas axilas.

Renove as células logo após a depilação, mas sem esfoliar. O ideal é apenas lavar a região com água e sabonete antisséptico, que previnem a proliferação das bactérias, que causam inflamação, e fungos da micose. Não estimule ainda mais a recuperação rápida das células de melanina.

Boas opções para solucionar de vez o problema são os clareamentos com laser, que removem parte da pigmentação escura, ácidos clareadores, de-pigmentadores e peelings superficiais que não agridem a pele e ajudam na remoção das células mortas.

*Com informações do site Bola de Mulher

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Leia o post anterior:
Evite poros dilatados na pele com limpeza e hidratação

Aprenda a cuidar da pele no frio

Fechar