Como deve ser feita a depilação nas gestantes?

Saiba como são os cuidados da depilação em gestantes!

É normal as gestantes se preocuparem com a depilação, principalmente quando estiverem no período próximo ao parto. Em relação com as técnicas de depilação, as especialistas explicam que de modo geral, se for com cera, pode sim, desde que elas não sejam sensíveis demais à dor extra que poderá sentir. Isso porque as grávidas têm um maior fluxo de sangue correndo pelo corpo, especialmente na área vaginal, e podem sofrer mais que de costume na hora da depilação.

Qualquer lugar do corpo pode continuar sendo depilado, incluindo a genital e a virilha. Basta tomar alguns cuidados, como por exemplo, com o uso de ceras. Apenas se recomenda utilizar ceras quentes e frias após as 12 semanas. Isso pelos puxões que essa técnica proporciona, principalmente na região pélvica e também na virilha.

É preciso tomar bastante cuidado com as condições de higiene do local onde a mulher se depila, independente se for cera quente ou fria, porque pode ser um fator transmissor de doenças. Para evitar problemas, certifique-se de que a cera usada não é reaproveitada de outras clientes (mesmo que seja quente) e que todo o material utilizado seja descartável.

A depilação com cera quente é a mais indicada pelos médicos, pois a temperatura da cera faz com que os poros fiquem mais dilatados e facilita a retirada dos pelos. Algumas clínicas de estética tem uma cera especial para mulheres grávidas. Essas ceras são totalmente naturais à base de cera de abelhas, o que causaria menor irritação no local. As folhas de cera fria são eficientes, porém essa depilação na gravidez pode causar além de mais dor, também maior irritação do local. Mesmo que a mulher já use esse método anteriormente à gravidez, é recomendado que prefira a cera quente para evitar foliculites (folículo capilar inflamado) e também pelos encravados.

Os cremes depilatórios podem ser evitados, porque eles são produtos químicos mais fortes, que podem conter amônia na fórmula e passar para a corrente sanguínea da mãe e, consequentemente, para o bebê em desenvolvimento. Já as lâminas de barbear podem encravar os pelos, que podem incomodar bastante.

Procedimentos de depilação definitiva, como os com laser ou eletrólise, são em princípio seguros, mas não são aconselháveis durante a gestação, porque a mudança hormonal pode provocar o escurecimento da pele no local das aplicações. Outras técnicas, que envolvem a inserção de produtos químicos no local onde o pelo crescia, não são aconselhadas.

*Com informações do site BabyCenter

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Leia o post anterior:
Ingredientes naturais para promover a saúde da pele

Por que o peeling é tão adotado por mulheres?

Fechar