A incrível transformação da cera de abelha

Por Mariana Pajuelo

Para compreender melhor a composição de nossa matéria-prima que contribui para uma remoção de pelos indesejados, vamos detalhar um pouco mais sobre a cera da abelha, que faz parte de um dos processos naturais mais interessantes do planeta.

A abelha operária desprende a cera do seu corpo com auxílio das patas posteriores para levá-la até as suas mandíbulas. Depois a cera é amassada e triturada com outras secreções próprias das abelhas, antes de ser depositada no favo em construção. Os favos se tornam escuros por causa da saliva das abelhas, da própolis e de fragmentos  deixados  pelas  crias  por  ocasião  das  mudas  durante  o  seu desenvolvimento, dejeções das crias e emanações dos corpos das abelhas adultas. As abelhas necessitam consumir 6 a 7 kg de mel para secretar 1 kg de cera.

A cera é uma substância oleosa, que se solidifica em forma de lâminas delgadas, quase transparentes. Sua composição é de natureza lipídica, basicamente ácidos graxos.
É composta por ácido cerótico e palmítico, ésteres alcoólicos hidrocarbonetos, alcoóis mono-hídricos, ácidos, ácidos hydroxy, óleos,  ésteres, gordura, ceroleína, é rica em  vitamina A 100g contêm 4096 U.I., contém traços de própolis (aproximadamente 6%), de pólen e diferentes pigmentos e  outras substâncias. A cera tem uma estrutura cristalina granular, cuja forma de cristalização da cera depende da temperatura. É isolante elétrico, funde a 63/64 graus centígrados, amolece a partir dos 35 graus, e tem densidade próxima da água. É muito maleável, e solúvel em gorduras, azeites, benzina, sulfeto de carbono, terebintina, éter e clorofórmio e tem densidade próxima da água.

A grande particularidade da cera de abelha é que apesar da complexidade de sua composição as suas características físicas são estáveis, possibilitando a fácil detecção de algumas fraudes assim como a identificação de sua origem geográfica. A cera é usada pelas abelhas na construção dos favos, que servem para deposito de mel, pólen e cria.

Formas de Apresentação:

Cera Alveolada 
Beneficiada de todas as impurezas ela é laminada e alveolada através de um processo todo automatizado. Seu corte é perfeito e sua espessura dentro dos padrões internacionais e a qualidade incomparável. (Uso – Apicultura).

Cera Bruta
Após beneficiada e filtrada a cera bruta é fornecida em barras que pode variar de peso (Uso – os mais diversos).

Cera Branqueada 
Retirada das impurezas a cera de abelha passa por um processo de branqueamento (uso –indústrias de Cosméticos, Farmacêutica, Odontológica, etc.).

Cera Colorida
A cera sofre um processo químico de tingimento, com isso conseguimos produzir uma grande variedade de cores, que após 10 anos de pesquisa são as mais requisitadas pelo consumidor (uso – fabricação de velas de favo e Artesanato).

*Com informações do Site Sabão e Glicerina

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Leia o post anterior:
Sem susto no espelho: Estrias podem ser prevenidas

Axilas lisinhas com o melhor método de depilação

Fechar