Saiba como tratar as sardas

Por Mariana Pajuelo

Para entender melhor, as sardas são pequenas manchas causadas pela exposição do sol ou em algumas vezes em casos hereditários. Elas se localizam em peles que são mais atingidas por queimaduras solares. São manchas redondas e a maioria delas possuem uma cor castanha. Isso acontece porque as manchas sofrem um aumento de melanina (pigmento que dá cor à pele) sobre a pele.

São conhecidas cientificamente como Efélides e têm uma característica genética. São em pessoas de olhos e peles claras que as sardas têm mais tendência em aparecer. Outro facto a ter atenção é, se você tem algum familiar que tem ou que já teve esse mesmo problema, com certeza irá aparecer em você, já que também é uma causa hereditária.
As áreas mais comuns onde as sardas se desenvolvem são as mãos, rosto, pernas, mas também podem surgir em outros locais do corpo como ombro e peito.

Na maioria dos casos, as sardas surgem em pessoas que possuem a pele clara e provavelmente que são sensíveis ao sol. Essas pessoas se queimam com facilidade quando expostas aos raios solares, assim como as pessoas que tendem a ficar com a pele avermelhada também podem ter mais facilidade para o surgimento das sardas.

Para a cura ou a diminuição das Efélides, existem muitos tratamentos disponíveis hoje em dia. Seja caseira ou seja química, a verdade é que se você optar por um método mais natural, este remédio pode não eliminar as sardas completamente, deixando somente a pele mais clara. A forma mais eficaz de combater as sardas é por meio de laser. Mas também há medicamentos com soluções químicas que são vendidos em farmácias. Algumas dessas soluções não necessitam de receita médica, mas se precisar de alguma solução mais concentrada, é necessário consultar antes um dermatologista.

O tratamento a Laser é o mais indicado e utilizado para eliminar as sardas, pois tem uma eficácia maior. Além de ser mais rápido, o laser é um tratamento moderno que proporciona uma resolução rápida, com poucas sessões e praticamente sem incómodo para a paciente. O que se deve saber é que mesmo o tratamento a laser não impede o reaparecimento de novas sardas. Na verdade, para evitar esse tipo de problema só mesmo evitando o sol, o que é muito difícil nos dias de hoje.

Mas para que esses tratamentos químicos proporcionem efeito é importante abusar do uso diário de protetor solar durante e após o tratamento. Mesmo que o tratamento clareador proporcione resultados bastante satisfatórios qualquer descuido com o sol, por menor que seja, pode fazer com que as sardas voltem. Apesar do surgimento das sardas ser causado pela genética, à exposição ao sol é um agravante para o surgimento das sardas.

*Com informações dos sites Receitas Caseiras e Beleza do R7

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Leia o post anterior:
Por que a gelatina é tão benéfica para a saúde?

Previna-se da micose no verão

Fechar