Como tratar a foliculite‏ para ter uma pele linda!

Por Mariana Pajuelo

Com a chegada dos dias mais quentes, é natural que as mulheres estejam sempre em dia com a depilação. Um dos incômodos resultantes da depilação é a foliculite, conhecida popularmente como pelos encravados. Trata-se de uma inflamação do folículo pilo-sebáceo (orifício de onde se originam o pelo e o sebo que protege naturalmente a pele). Essa inflamação pode ocorrer devido a vários fatores, por exemplo: queratose – um excesso de queratina (proteína que compõe a pele) e não deixa que o pelo e o sebo ‘subam’ naturalmente à superfície da pele.

Foliculite superficial

  • Surgimento de pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus que se desenvolvem em torno de folículos pilosos;
  • Bolhas cheias de pus que se rompem e formam pequenas crostas na parte de cima;
  • Pele avermelhada e inflamada na região infeccionada;
  • Coceira ou sensibilidade na região infeccionada.

Além da depilação com cera ou lâmina, a foliculite pode ter sua origem pelo atrito das roupas com a pele ou até por uma incidência de bactérias e fungos sobre a pele. Existe uma maior tendência nos asiáticos e negros, nos quais a formação de queratina é um pouco maior que nos caucasianos. Porém, todos os tipos de pele podem ter. Se a pele sofrer renovação constante esse problema poderá ser minimizado.

Aplicar um pano úmido quente ou pressionar a área afetada várias vezes ao dia para aliviar o desconforto e ajudar na desinfecção
Tente uma loção de aveia ou um creme de hidrocortisona para ajudar a aliviar a coceira na pele

O afinamento da pele através de peelings ou esfoliações constantes, reduz o problema. Os esfoliantes cosméticos podem ser utilizados diariamente no início do tratamento. Quando a pele já não apresentar mais a foliculite, os esfoliantes devem ser aplicados semanalmente. Após a esfoliação é muito importante que se use um bom hidratante na região esfoliada. Os tratamentos baseados em peelings superficiais, como o de ácido glicólico, ácido salicílico ou ácido mandélico são realizados em cabine de estética sob execução de profissional capacitado, não devem ser realizados domesticamente

A pessoa não deve se expor ao sol nem antes ou depois de executar esse tratamento, pois a região da foliculite pode manchar mais facilmente. A pele tratada somente poderá sofrer exposição solar quando estiver totalmente sem inflamação

Fonte: Cabeleireiros.com

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
Leia o post anterior:
depilação
Dúvidas mais comuns sobre depilação‏

salão
Como gerenciar o salão com responsabilidade

Fechar